A reciclagem, historicamente, é uma ferramenta para preservação ambiental, uma vez que diminui a retirada dos recursos naturais e assim promove a preservação de fauna e flora, além dos minerais.

Percebendo isso, empresários lucram com esse processo, pois a reciclagem é mais barata que a transformação da matéria prima bruta.

Em paralelo, os catadores viram na reciclagem um meio para sobreviver e subsistir, utilizando o que a maioria joga fora, para ter dignamente recursos para manter suas famílias.

Em Capão Bonito a ACAMAR está há 18 anos potencializando os pilares da sustentabilidade.

No inicio dos anos 2000 quando do seu nascimento a Associação tinha o objetivo de tirar os catadores do lixão, nos anos seguintes começou a trabalhar com desempregados e até hoje como Cooperativa é uma opção de trabalho, renda e dignidade.

Nos últimos dois anos com o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Agropecuária, Obras e Meio Ambiente, a ACAMAR passou a um novo patamar.

Inicialmente o foco foi na organização interna, controles e modelo de gestão, foram dois anos de trabalho para ter um modelo, o qual está sempre em transformação.

Com a cessão de um novo galpão, a ACAMAR tem agora mais um desafio: o de ter uma estrutura proporcional à sua gestão, ou seja, organizada e com linha de produção eficiente.

Com a Contratação da ACAMAR em 2017, um novo mote foi aberto para a Cooperativa, que nasceu no lixão e hoje é prestadora de serviços municipais.

Os desafios são inúmeros diariamente, mas os 31 cooperados atuais tem na força do coletivo um norte a seguir.

Capão Bonito em dois anos teve uma grande mudança, a população começou a ter uma coleta periódica e eficiente, os cooperados estão entendo a importância de se fazer uma ação mais profissional, e o poder público vem apoiando essa mudança.

A ACAMAR coletou nestes últimos dois anos 731 toneladas de materiais recicláveis das residências, gerando um faturamento de R$ 332.000,00 que foi revertido aos cooperados e custeado suas despesas.

Além do trabalho diário, a ACAMAR prioriza a Educação Ambiental, em já foram realizados diversos mutirões, passeatas, palestras para mais de 500 pessoas e diversas outras ações nas redes sociais a fim de mobilizar a população a separar seus recicláveis.

A Cooperativa ACAMAR atualmente tem uma gama de parceiros, entre pessoas físicas e grandes empresas, população e pessoas do meio político, mas o maior parceiro da ACAMAR sem duvidas é o poder público, que potencializa as ações e abre portas para que a ACAMAR seja uma das melhores Cooperativas de catadores do Estado de São Paulo.

A ACAMAR tem em seu planejamento para 2018, com a aprovação do projeto junto ao Instituto Votorantim, apoiado pela FIBRIA, um ambicioso polo de empreendedorismo na sua nova Sede no Jardim Santa Isabel.

Será criado um local para manutenção e reforma de móveis e eletroeletrônicos, descartados e coletados pela Cooperativa, reaproveitamento de roupas e um local para confecção de mantas de retalhos, uma oficina para manutenção de equipamentos, uma mini Fabrica de Vassoura, um local adequado para o dia a dia dos cooperados e ainda, em parceria com a FATEC de Capão Bonito, uma fabriqueta de Sabão a base de óleo de cozinha usado.

Todos estes projetos e ações só estão sendo possíveis pelo novo modelo adotado pela Cooperativa, pelo apoio de sues cooperados, pelo apoio dos parceiros e pelo empenho da atual gestão que através de seus secretario municipais e do prefeito Marco Citadini vem dando a Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Recicláveis de Capão Bonito- ACAMAR.