A Prefeitura de Capão Bonito, visando a construção de valores sobre a importância da conservação do solo e conseqüente mudança de atitudes negativas que levam a baixa fertilidade e produção do solo, iniciou um processo de Educação Ambiental continuada visando às práticas conservacionistas, correção da acidez e adubação do solo para diversos cultivos.

As práticas conservacionistas visam o controle das perdas de solo e de água em terras utilizadas para fins agrícolas, objetivando a maximização do lucro sem diminuir a capacidade produtiva do solo.

Correção do Solo

A principal finalidade de uma análise de solo é verificar a condição de fertilidade das terras, indicando a disponibilidade de alguns dos principais nutrientes para as culturas, como base de uma recomendação racional e econômica de corretivos e adubos.

Uma das etapas do preparo do solo para cultivo agrícola, é a Calagem, onde se aplica calcário com o objetivo de elevar os teores de cálcio e magnésio, neutralização do alumínio trivalente (elemento tóxico para as plantas) e corrigir o pH do solo, para um desenvolvimento satisfatório das culturas.

Por isso, para uma correção do solo adequada o produtor deve utilizar calcário. A calagem é responsável pela melhoria das condições químicas nas camadas superficiais do solo, sendo importante para a disponibilidade do calcário no solo, fornecer cálcio e magnésio para as plantas e neutralizar a acidez.

Os técnicos fazem visitas aos produtores rurais com o acompanhamento de suas atividades, visando à colaboração com a atividade, principalmente com os pequenos produtores rurais do município. Desta forma a Educação Ambiental relativamente ao uso do solo agrícola se apresenta para a mudança de postura dos agricultores, a partir daí estabelecer trabalhos voltados para a conscientização e adoção de hábitos para uma agricultura mais sustentável.