DEBATENDO EDUCAÇÃO – O Fórum Estadual da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) – São Paulo foi realizado de 11 a 13 de março, em Atibaia, município a cerca de 70 quilômetros da capital.

Capão Bonito foi representada pelo secretário de Educação, Cultura, Esporte e Turismo – Wagner Santos que Estée no último dia do congresso e participou do processo de eleição da vice-presidente – profª. Márcia Aparecida Bernardes, também da cidade de Atibaia.

O Fórum é destinado a educadores em geral, entretanto, foram realizadas oficinas e atendimentos individualizados aos municípios por órgãos do governo e parceiros institucionais.

Foi a 29ª edição do Fórum da Undime SP que contou com uma comissão organizadora formada por cinco dirigentes municipais de Educação.

Foram três dias de intensa programação com palestras, debates e mesas redondas para discutirmos temas e estratégias que permitam sonhar com a tão desejada por todos nós: Educação Pública de Qualidade, adotando estratégias e metodologias de planejamento para atingir nosso sonho e deixarmos, com gestores, um legado positivo em cada um dos municípios.

Seguindo o estatuto da Undime, a seccional elegeu a nova diretoria executiva, o conselho fiscal e os membros que irão compor o colégio eleitoral, junto aos respectivos suplentes para o biênio 2019-2021.

O evento foi encerrado às 13h30 de quarta-feira, 13/03.

“Os fóruns são importantes para que os dirigentes estreitem ainda mais os laços com a Undime. Além disso, a participação nesses momentos é relevante, pois neles serão apresentadas as novidades e informações mais recentes sobre programas, projetos e políticas da área da educação que com apoio do prefeito Marco Citadini implementaremos durante 2019 e 2020”, destacou o secretário Wagner Santos.

Durante o fórum, também foi acordado com o secretário de Coordenadoria Técnica da Undime – prof. Andrei Alberto Müzel (secretário de Educação de Itapeva) a realização de um encontro regional para discutir índices (Ideb) das cidades da região sudoeste.

“Neste ano temos Prova Brasil e o objetivo é articular ações junto com outras cidades para melhorarmos os números”, acrescentou André Müzel.

Prova Brasil – A Prova Brasil e o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) são avaliações para diagnóstico, em larga escala, desenvolvidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). Têm o objetivo de avaliar a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro a partir de testes padronizados e questionários socioeconômicos.

Nos testes aplicados na quarta e oitava séries (quinto e nono anos) do ensino fundamental, os estudantes respondem a itens (questões) de língua portuguesa, com foco em leitura, e matemática, com foco na resolução de problemas. No questionário socioeconômico, os estudantes fornecem informações sobre fatores de contexto que podem estar associados ao desempenho.

Professores e diretores das turmas e escolas avaliadas também respondem a questionários que coletam dados demográficos, perfil profissional e de condições de trabalho.

A partir das informações do Saeb e da Prova Brasil, o MEC e as secretarias estaduais e municipais de Educação podem definir ações voltadas ao aprimoramento da qualidade da educação no país e a redução das desigualdades existentes, promovendo, por exemplo, a correção de distorções e debilidades identificadas e direcionando seus recursos técnicos e financeiros para áreas identificadas como prioritárias.

As médias de desempenho nessas avaliações também subsidiam o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), ao lado das taxas de aprovação nessas esferas.

Além disso, os dados também estão disponíveis para  toda a sociedade que, a partir dos resultados, pode acompanhar as políticas implementadas pelas diferentes esferas de governo.

No caso da Prova Brasil, ainda pode ser observado o desempenho específico de cada rede de ensino e do sistema como um todo das escolas públicas urbanas e rurais do país.