Desde que assumiu o mandato, em janeiro de 2017, o prefeito Marco Citadini colocou como prioridade de governo a geração de emprego e renda em Capão Bonito. Para isso, juntamente com o secretário municipal de Governo, Indústria e Comércio, Marcelo Varela, pôs em prática o projeto de desenvolvimento do Distrito Industrial II.

Hoje, o novo parque industrial já é uma realidade, com um trabalho organizado e em parceria com empresários. Confira as etapas concluídas e as centenas de novos empregos que serão gerados.

Prioridade: Nunca é demais ressaltar que a geração de emprego é a principal bandeira de trabalho da gestão Marco Citadini e Célio de Melo. Os gestores entendem que é primordial oferecer mais vagas de trabalho aos capão-bonitenses, considerando as dificuldades apresentadas no município nos últimos anos no setor.

Citadini, desde o primeiro dia de mandato, tem se empenhado para desenvolver o projeto. Com trabalho em conjunto com o secretário Marcelo Varela, efetivou importantes parcerias com empresários que também sonham com o desenvolvimento do município.

Além das centenas de novos empregos, o prefeito também pretende dobrar a participação industrial na economia do município, que atualmente representa cerca de 8% do PIB municipal, e deve chegar a 16%, com o novo Distrito Industrial.

Limpeza do local: No início de 2017, por determinação do prefeito Marco Citadini, a Prefeitura realizou as ações de limpeza na área do novo Distrito Industrial. Os serviços foram feitos pela equipe de operários e funcionários da Secretaria de Obras e em parceria com empresários locais. Esse foi o primeiro passo para levar infraestrutura à área industrial. A Prefeitura também fez a abertura das ruas no local.

Doação das áreas: Uma das etapas mais importantes do projeto do novo Distrito Industrial foi a doação das áreas para empresários que estão investindo no empreendimento.

As solicitações das áreas foram analisadas pela Comissão Especial de Planejamento, Implantação e Acompanhamento dos Distritos Industriais I e II.

Na época, os interessados apresentaram projeto com cronograma específico e prazos de execução de todos os investimentos previstos, do potencial de geração de empregos e a documentação constando certidões expedidas por órgãos públicos que regulamentam a atividade em que atuam.

Após as análises, os 16 empresários receberam o decreto de doação das áreas, com os critérios devidamente estabelecidos e com um principal propósito: gerar emprego em Capão Bonito.

Associação dos empresários: Com as doações oficializadas, os empresários contemplados, em abril de 2018, deram início a mais uma importante ação para promover o desenvolvimento do novo parque industrial, que foi a criação da Associação das Empresas do Distrito Industrial Senador José Ermírio de Moraes.

A iniciativa foi tomada para facilitar os trabalhos de infraestrutura no local, pois os empresários trabalham em conjunto e de forma organizada, em parceria com a municipalidade.

Infraestrutura: A partir da criação da Associação, a Prefeitura recebeu um grande aliado para investir na infraestrutura da área do Distrito Industrial II.

No início de 2019, já haviam sido implantadas as redes de água, esgoto e energia e a terraplanagem se intensificou, devido a essa parceria público-privado. Atualmente, a estação elevatória de esgoto também está sendo construída e segue avançando a cada dia.

Diferentemente do início do mandato, quando o prefeito Marco Citadini assumiu o Distrito Industrial II, o local começou a apresentar um formato de um verdadeiro empreendimento propício para receber as empresas.

Construções: Com todo esse trabalho até então desenvolvido, os empresários, com confiança, iniciaram as construções de seus galpões no Distrito Industrial II.

Muitas delas, já em fase avançada de construção, devem entrar em pleno funcionamento ainda neste ano de 2020.

Quem passa pela rodovia SP-127, pode perceber o avanço e as construções no empreendimento, que inclusive já geram seus primeiros serviços, por meio da construção civil e um maior giro econômico no município, graças às compras de materiais e insumos, como tijolos, cimento, metais, entre outros.

Investimento: Mais um parceiro do novo Distrito Industrial, que vê o empenho e a prioridade da atual gestão em gerar empregos, o deputado federal Guilherme Mussi destinou, no fim de 2019, R$ 4 milhões para serem investidos no empreendimento.

A verba, conquistada pelo prefeito Marco Citadini junto ao parlamentar, será utilizada para pavimentar todas as ruas do novo parque industrial, que ficará totalmente estruturado, oferecendo as melhores condições às 16 empresas e aos futuros funcionários.

Empregos: A princípio, a gestão Marco Citadini tratou como expectativa a geração de cerca de 300 empregos no novo Distrito Industrial. Mas, com levantamento realizado junto aos próprios empresários, o projeto deverá gerar ainda mais postos de trabalho para os capão-bonitenses.

Confira a lista com as empresas e a expectativa de geração de emprego de cada uma delas:

– Carlos Eduardo Garcia Refrigeração EPP (fábrica de equipamentos de refrigeração) – 40 empregos.

– J. de Sales Alves Vestuários ME (fábrica de confecção) – 40 empregos

– CIAP Brasil Indústria e Comércio de Embalagens de Madeiras LTDA (indústria madeireira) – 40 empregos.

– Inovatiq Inovação Cosmética (fábrica de cosméticos) – 10 vagas.

– Frigorífico Bonanza Indústria e Comércio LTDA (processamento de carne bovina) – 80 empregos.

– Insaltec Comércio de Produtos Agropecuários LTDA (nutrição animal) – 17 empregos.

– Interhouse Indústria e Comércio de Confecções em Geral LTDA (fábrica de confecções) – 150 empregos.

– MC Comércio de Peças e Serviços de Manutenção e Preparação de Veículos LTDA ME (manutenção de caminhões e máquinas) – 25 empregos.

– Madekill Indústria e Comércio de Madeiras LTDA (fábrica de pré cortados) – 20 empregos.

– Carlos Eduardo dos Santos Móveis Modulato (fábrica de móveis) – 18 empregos.

– Moretto & Moretto LTDA (indústria madeireira) – 15 empregos.

– Practice Alimentos LTDA (fabricação e processamento de alimentos congelados) – 150 empregos.

– Chibrás Exportação LTDA ME (fábrica de embalagens de madeira) – 20 empregos.

– Superbase e Concresul (fábrica de concreto usinado) – 15 empregos.

– Sustenpack Indústria e Comércio LTDA ME (indústria madeireira) – 40 empregos.

– Carlos Alberto de Carvalho Sorveteria Fritz Frida (fábrica de sorvetes) – 25 empregos.

Novos serviços: Uma das indagações sobre o novo Distrito Industrial de Capão Bonito é sobre o fato de que empresas do município receberam áreas no local.

Realmente a Prefeitura e a Comissão entenderam que empresários locais mereciam a oportunidade de receber terrenos para a ampliação de seus serviços e da produção.

Diferentemente do que alguns pensam ou falam, as empresas não vão mudar de local ou de sede, mas sim, farão novos investimentos, ajudando o desenvolvimento de Capão Bonito e gerando novos empregos.

Realidade: Com todo esse empenho da atual administração, Capão Bonito viverá, nos próximos meses, um novo ambiente industrial e uma nova e importante fase de geração de empregos.

O governo Marco Citadini realiza, desde o início do projeto, todas as ações e procedimentos necessários para entregar o novo empreendimento industrial de maneira 100% legal, sem problemas com documentações ou órgãos ambientais.

O Distrito Industrial II já é uma realidade e irá oferecer um futuro mais próspero a centenas de famílias capão-bonitenses.

“Os investimentos estão aí, as empresas estão se instalando, tudo está dando certo, conforme a nossa prioridade proposta. Acredite você também em Capão Bonito, que será uma cidade mais desenvolvida e com mais oportunidades para todos nos próximos anos”, alegou o prefeito Marco Citadini.