O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) realizou na última terça-feira, dia 04, mais um encontro com as famílias que fazem parte do Programa Bolsa Família em Capão Bonito, visando a gestão das condicionalidades do programa.

De acordo com a coordenação do CRAS, o trabalho efetivado é de parcerias entre os três níveis de governo e entre vários setores, entre eles, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, que através do CRAS sobrepõe o trabalho social com as famílias pela técnica assistente social referenciada.

Ainda de acordo com o CRAS, todas as famílias que recebem o benefício precisam ter frequência escolar de 85% para crianças de seis a 15 anos e 75% para jovens de 16 e 17 anos. Também é preciso manter a vacinação em dia, fazer o acompanhamento de saúde das crianças menores de sete anos e o pré-natal nas gestantes.

Conforme explicou a coordenadora do CRAS Amanda Hussar, as condicionalidades são na área de Saúde e Educação e devem ser cumpridas para que o benefício não seja cancelado, bloqueado ou suspenso. “Elas são de fundamental seriedade e devem estabelecer a atenção das famílias beneficiárias. O trabalho social dá apoio à família na superação de vulnerabilidades sociais e no enfrentamento dos riscos que estão associados à pobreza”, concluiu.