CONSCIENTIZAÇÃO – Estudos sobre transmissão por vacinados e reinfecção pela Covid-19 comprovam a importância da máscara para frear a circulação do vírus e controlar a pandemia.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Capão Bonito a máscara é uma política de saúde pública contra o coronavírus “no mundo todo” e que apenas os países que conseguiram controlar o vírus já começaram a flexibilizar o uso do item pelos vacinados.

“Poderemos começar a deixar de usar a máscara somente quando vacinarmos 75% da população no país e a taxa de infecção caia significativamente, para 0,3 ou 0,5 e se mantenha estável. Atualmente, nossa taxa de infecção é de cerca de 1,0. É muito alta, ou seja, precisamos usar máscaras, mesmo aqueles que já se vacinaram”, alertou o secretário de Saúde – Roberto Tamura.

Transmissão por vacinados – O primeiro estudo a divulgar resultados preliminares sobre a transmissão em vacinados foi realizado com a vacina de Oxford/AstraZeneca e publicado em fevereiro, na revista “The Lancet”.

Segundo os cientistas da Universidade de Oxford, a vacina pode reduzir em até 67,6% a transmissão do coronavírus nas pessoas que tomaram as doses em um esquema diferente: meia dose na primeira e uma dose padrão na segunda.

Já entre os que foram imunizados com as duas doses na quantidade padrão, a redução da transmissão foi menor, de 54,1%.

“Vacinados têm que usar máscara. Estamos cansados de ver pacientes que se infectaram mesmo depois da vacina. Isso acontece porque ela previne contra os casos graves, mas não contra a infecção. Você pode estar vacinado e ser infectado”, alertam infectologistas.

Os cientistas afirmam que ainda é necessário mais estudos para saber o momento exato em que será seguro vacinados deixarem de usar a máscara em locais públicos.

Entre os países que começaram a flexibilizar o uso do item pelos vacinados, como Reino Unido, Israel e Estados Unidos, são países que imunizaram quase metade da população com duas doses.

“Os países que estão deixando de usar máscaras são os que estão com a vacinação muito avançada, com mais de 40% da população totalmente imunizada”, destacam cientistas.

Também em abril, um estudo da Fiocruz em parceria com o Instituto D’Or e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) descobriu que quem já teve Covid com sintomas muito leves, ou assintomática, podem ter reinfecção com sintomas mais fortes.

Isso aconteceu porque, segundo os cientistas, as pessoas que tiveram a forma branda da doença da primeira vez não desenvolveram nenhum anticorpo contra o coronavírus.

“A manutenção daqueles cuidados básicos de distanciamento social, uso de máscara, higiene das mãos, álcool gel e sabão é importante neste momento. O vírus não está controlado, a pandemia não está controlada, o vírus continua circulando e as pessoas que já tiveram a doença estão sujeitas a serem reinfectadas”, disse Mário Dal Poz, professor do Instituto de Medicina Social da Uerj.

Dicas sobre como usar e manusear a máscara

  1. Em primeiro lugar, é preciso ressaltar que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras;
  2. A máscara pode ser usada até ficar úmida. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;
  3. Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;
  4. Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;
  5. Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
  6. Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de 30 minutos;

Manuseio e limpeza da máscara

Para usar regularmente as máscaras protetoras é necessário cuidado no manuseamento e uso para evitar exposição à Covid-19.

Para colocar e retirar do rosto, o manuseio deve ser feito apenas pelos elásticos ou atilhos. Após retirar do rosto, o próprio usuário deve lavar de imediato a máscara com sabão ou água sanitária, deixando de molho por cerca de 20 minutos, para higienização total. Sempre vale lembrar: a máscara é de uso pessoal e não deve ser compartilhada com outras pessoas.

As dicas acima são do Ministério da Saúde.