A Indústria Bonanza de processamento de carne bovina apresentou nesta semana ao secretário de Governo, Indústria e Comércio, Marcelo Varela, a primeira etapa do projeto de construção civil de sua nova unidade no Distrito Industrial II de Capão Bonito.

De acordo com o projeto elaborado pela Engeba Engenharia, o início das obras está previsto para junho, com a confecção das peças pré-moldadas e implantação da estrutura metálica. Esse primeiro galpão industrial será revestido com placas isolantes para manter a climatização de 12º C e ainda contará com núcleos de expedição da produção, pátio de descarga, refeitório para os funcionários, vestiários e demais estruturas administrativas. Serão 1.331,78 m² de área construída.

De acordo com o empresário Andrei Costa, a expectativa é de gerar cerca de 80 empregos diretos, mais outros indiretos. “No início serão 80 empregos, mas com a fase de operação a perspectiva sobe para 100 empregos diretos, isso sem contar os indiretos”, afirmou.

Costa ressaltou ainda que a atual unidade de abate permanecerá em funcionamento, e que a nova planta industrial trata-se um novo empreendimento do grupo Bonanza. “Atualmente nós abatemos o boi e vendemos com o osso. No novo Distrito, o boi será desossado, agregando muito à empresa. Vamos trabalhar com os dois estabelecimentos em Capão Bonito”, ressaltou.

Ainda segundo o empresário, a previsão do investimento é de mais de R$ 5 milhões, o que segundo ele, irá movimentar o mercado interno de construção civil. Costa afirmou também o apoio da Prefeitura foi fundamental para a abertura do novo empreendimento.  “Capão Bonito está na contramão da realidade brasileira, é muito difícil, atualmente, ver cidades trazer empresas como faz o município. Tenho certeza de que Capão Bonito atraiu essas companhias por ser um projeto sério”, concluiu.

Legenda da Foto: Projeto em 3D desenvolvido pela Engeba Engenheria da primeira etapa da obra