Inédita Virada Cultural de Capão Bonito traz mais de 100 apresentações

A iniciativa fez parte do Plano de Governo do então candidato a prefeito Marco Citadini e a vice-prefeito Célio Cantor e agora está saindo do papel

Notícia publicada em 10 de agosto de 2017
Por: Assessoria de Imprensa PMCB

Das 18h de sexta-feira, dia 11, até as 21h de sábado, dia 12, Capão Bonito terá 24 horas com mais de 100 atrações artísticas gratuitas. Nesta inédita e primeira edição da Virada Cultural, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Turismo, montou seis palcos em diferentes regiões da cidade: Praça Rui Barbosa, Vila Cruzeiro, Praça Cecap, Vila Aparecida, Jardim Vale Verde e Centro de Convenções, com apresentações que destacam gêneros musicais de vários estilos, grafite, dança, teatro, poesia, hip hop, pintura, artesanato e manifestações culturais da cidade.

A abertura do evento, que promete ser um dos maiores da história de Capão Bonito, será na praça Rui Barbosa, às 18h, com o corpo de dança e balé da Banda Marcial de Capão Bonito e em seguida com atrações voltadas ao Hip Hop, Dança do Ventre, Fandango de Tamanco, e apresentações musicais nos segmentos MPB, Pagode, Sertanejo, Rock e encerrando, já na entrada da madrugada de sábado, o grupo de teatro Ponto de Cultura.

No sábado, a festa da diversidade artística cultural começa às 9h na Praça Rui Barbosa e na Praça Cecap, e às 10h na Vila Cruzeiro, Vila Aparecida e Jardim Vale Verde, e as 18h no Centro de Convenções na Praça Cunha Bueno.

“A expectativa positiva em torno deste evento é enorme, porque ele fomentará a cultura e mostrará à população os nossos grandes talentos no teatro, na dança, na música e nas mais variadas manifestações culturais”, destacaram os coordenadores culturais Paulo Honorato Mendes e Renato Heber.

Outro destaque da programação será a apresentação de filmes de curta metragem no sábado à noite no Centro de Convenções, coordenador pelo cineasta Danilo Cacciacarro. Alguns artistas como a dupla sertaneja Nando e Rafael, Eros e Rubens, Paulinho Acústico, Leandro Oliveira, entre outros, se apresentarão em dois ou mais palcos.

Além disso, a organização preparou uma seleção de poesias do poeta Juraci B. Chagas para exposição na Praça Rui Barbosa. Também no palco principal, o artista plástico Edijô da cidade de Ribeirão Grande estará demonstrando seu talento artístico através da pintura.

A diversidade cultural será a partitura principal da Virada Capão-Bonitense, mas o público também terá a oportunidade de assistir um encontro de gerações artísticas, como por exemplo, as apresentações do cantor Dentinho e sua Banda, que no fim da década de 80 e início de 90, animada os points noturnos de Capão Bonito, em casas como Shangrilá, como os jovens da banda Los Covero, que com o nome inusitado, traz uma boa seleção de rock in roll.