O prefeito Marco Citadini encerra seu mandato no próximo dia 31 de dezembro quitando todos os empréstimos da Prefeitura Municipal. Além de ter pago mais de R$ 7 milhões referentes a um empréstimo junto ao Desenvolve SP realizado em 2014 para execução de obras de pavimentação e infraestrutura na região urbana da cidade, Citadini quitou neste último mês de novembro o empréstimo realizado em 2018 para a compra da primeira Escavadeira Hidráulica da Secretaria de Obras, e que venceria apenas em 2024.

O município desembolsava mensalmente um valor médio de R$ 8 mil referente às parcelas do empréstimo realizado junto à agência Desenvolve São Paulo. A primeira parcela foi paga em outubro de 2018 e última venceria apenas em julho de 2024, mas devido a nova política fiscal e financeira adotada pela Gestão Marco Citadini, a Prefeitura conseguiu quitar o débito no último dia 27 de novembro, pagando um valor de R$ 267 mil.

Citadini afirma que está deixando a administração da Prefeitura Municipal em melhores condições financeiras com a que pegou na transição fiscal de 2016/2017. “Assumi a prefeitura com dívidas de empréstimo e um valor acima de R$ 9 milhões de restos a pagar. Além disso, não tínhamos dinheiro em caixa para pagar a primeira folha de pagamento que vencia no quinto dia útil de janeiro de 2017 e tive que recorrer ao Governo Federal para antecipação do recurso referente a repatriação para pagar o salário do funcionalismo”, afirmou.

O atual gestor municipal disse ainda que irá antecipar o salário dos servidores municipais do 5º dia útil de janeiro para o dia 24 de dezembro. “O próximo prefeito, além de não ter empréstimos e dívidas para pagar, vai se preocupar apenas com a folha de pagamento de fevereiro de 2021. Esse sempre foi o nosso jeito de governar, respeitando o dinheiro público, honrando compromissos e fazendo uma política séria e responsável”, falou.