O mutirão contra a dengue que aconteceu neste sábado, dia 01, na Vila Aparecida, removeu três caminhões de lixo e de criadouros do mosquito Aedes Aegypti.

A ação foi uma iniciativa da Secretaria de Saúde, por meio da ESF da Vila Aparecida, agentes de endemias da Vigilância Epidemiológica, com apoio da Secretaria de Agropecuária, Obras e Meio Ambiente e Acamar, e visitou 960 imóveis do bairro.

Cerca de 40 profissionais da Saúde, inclusive médicos, participaram do movimento, que realizou uma verdadeira varredura, retirando os criadouros e fiscalizando e orientando quanto aos cuidados para evitar a dengue.

Segundo a coordenadora dos agentes de endemias e interlocutora das arboviroses de Capão Bonito, Claudia Cristina, o mutirão retirou das residências materiais recicláveis, brinquedos velhos, pneus, aparelhos de TV, pisos, vasos sanitários, tanquinhos, garrafas de vidro, entre outros, sendo que todos tiveram a destinação correta.

De acordo com os organizadores, o movimento teve como objetivo diminuir a infestação do mosquito e evitar os casos de dengue em Capão Bonito. “Estamos intensificando as ações, nesse período em que acontecem mais casos de dengue no país. Pedimos para que a população colabore conosco, não deixe água parada em suas casas, terrenos e estabelecimentos, pois a principal medida é a prevenção”, ressaltaram.

Conforme os dados da Vigilância Epidemiológica, até o momento, Capão Bonito registrou 13 casos suspeitos de dengue, sendo sete descartados e seis aguardando resultado.

Cuidados contra a dengue

A Vigilância Epidemiológica também alertou para mais cuidados da população contra a dengue. Segundo a coordenadora, Julia Goulart, é importante intensificar o uso de repelentes e de roupas longas e compridas, além de atenção especial das pessoas que viajam bastante, principalmente para cidades como Sorocaba, Itapetininga, Itu, Tatuí e Bauru.

Sorocaba, cidade frequentada por muitos capão-bonitenses, decretou epidemia de dengue, nesta segunda-feira, dia 03. De acordo com o último boletim epidemiológico, foram confirmados 104 casos de dengue no município. Ao todo, foram 802 notificações. Destas, 629 foram descartadas e 69 continuam em investigação.

“Caso tenha febre alta, sinta dores de cabeça, no corpo, atrás dos olhos e apresente manchas vermelhas na pele, a pessoa deve procurar imediatamente atendimento médico, pois são sintomas consequentes da dengue”, alertou a VE.