O Parque Estadual Nascentes do Paranapanema de Capão Bonito, criado em 2012 através de um decreto do então governador Geraldo Alckmin, deve abrir as portas oficialmente nos próximos meses após receber um investimento de R$ 1,6 milhão, conquistado pelo prefeito Marco Citadini, por meio de um projeto elaborado pelo assessor de Relações Institucionais e Fundação Florestal, e com apoio do deputado federal Guilherme Mussi, junto à Secretaria Estadual de Meio Ambiente.

De acordo com o gestor do Parque, Thiago Conforti, os investimentos no Parque foram aplicados na construção de um Portal Receptivo, com estrutura de atendimento ao turista, projeto de sinalização em dois acessos (Capão Bonito e Ribeirão Grande), e sistema de monitoramento e segurança.

Além disso, Conforti explicou que o projeto de abertura contendo três atrativos autoguiados foi destinado ao Governo de São Paulo para análise e aprovação. Também se aguarda a autorização da agência da Cetesb para instalação da rede de energia elétrica no Portal Receptivo.

Responsável pela gestão das políticas públicas de Turismo no Município, o assessor de Relações Institucionais, Francisco Lino, afirmou que o investimento no Penap é apenas o primeiro passo de um amplo projeto de fomento de turismo em Capão Bonito. “Ninguém acreditava neste inédito projeto de Turismo, mas isso não foi nenhum obstáculo. Pelo contrário, nos motivou ainda mais e comprovamos que temos potencial turístico. O próximo objetivo, é conquistar um recurso especial junto à Secretaria de Integração Nacional do Ministério do Desenvolvimento Regional para uma pavimentação ecológica da estrada de acesso ao Penap”, falou.

PENAP

O Parque Estadual Nascentes do Paranapanema, situado em Capão Bonito, conta com uma área de 22,5 mil hectares de Mata Atlântica preservada, com água cristalina brotando de 1.002 nascentes que dão origem ao Rio Paranapanema, um dos mais importantes rios paulistas, em termos de geração de energia e abastecimento de água, sendo considerado um dos rios mais limpos do Estado de São Paulo.

O parque protege uma área singular, com alto grau de conservação e elevados níveis de riqueza biológica, sendo formada por uma importante transição entre Floresta Ombrófila Densa e Floresta Estacional Semidecidual.