A Polícia Militar, por meio do comandante Capitão Wagner Luciano de Oliveira, solicitou à Prefeitura Municipal de Capão Bonito, a revisão de alvará de estabelecimento noturno do município.

De acordo com o ofício, o local em questão fica a 100 metros do Pronto Socorro e Santa Casa, em todo fim de semana, agravado pelo início dos meses quentes, em que, segundo o comandante da PM, ocorre baderna generalizada defronte ao bar, sendo necessária intervenção policial.

O documento enviado pela Polícia Militar à municipalidade ainda afirma que o bar torna-se o polo atrativo de adolescentes e adultos sem a mínima noção que na mesma rua fica um Pronto Socorro, onde além das mazelas que os pacientes suportam, ainda devem aguentar murmurinhos e gritarias a madrugada toda.

“A Polícia Militar tem intensificado o patrulhamento e abordagens no local, porém até mesmo o próprio ato de se realizar abordagens tem trazido transtornos ao Pronto Socorro, pois além do barulho da abordagem, os frequentadores ainda permanecem defronte ao bar, situação que a PM não pode intervir”, alegou o comandante.

Segundo o secretário municipal de Planejamento, Eder Danilo Queiroz, a Prefeitura tem agido de acordo com denúncias e solicitações da Polícia Militar e do Ministério Público, como forma de garantir às condições legais aos comerciantes, consumidores e comunidade.

“É importante a população entender que esses atos da Prefeitura são recomendações e solicitações das esferas judiciárias e, que devemos acatar para garantir a legalidade dentro do município”, explicou o secretário.