A Prefeitura Municipal de Capão Bonito realizou diversas obras de adequações em unidades escolares municipais para garantir e promover acessibilidade. As construções tiveram início no primeiro semestre de 2019, após o prefeito Marco Citadini assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público.

As obras foram realizadas por meio de parceria entre Secretaria de Educação e de Planejamento, que elaborou os projetos executados pelas empresas vencedoras dos processos licitatórios.

Cabe destaque para as adequações promovidas na escola municipal Akiko Ikeda, na Santa Rosa. A unidade escolar recebeu rampas de acesso e uma plataforma elevatória para acesso à quadra esportiva, tornando-se a primeira iniciativa do gênero em uma escola de Capão Bonito.

Segundo a arquiteta e urbanista da Prefeitura Municipal, Suellen Costa, o elevador foi implantado para ser utilizado no lugar da rampa, devido ao comprimento necessário para a execução, sendo inviável em termos financeiros e físicos. As obras foram realizadas pela empresa Constrói, em que a municipalidade investiu quase R$ 284 mil.

Outras escolas que receberam as obras de acessibilidade por meio do TAC foram a Leoni da Silva Lopes e Balangá, ambas na Vila Aparecida.

Na escola Leoni, foram construídas a rampa de acesso e a elevação de calçada para acesso às salas de aula e ao playground, além da rede captação de água de chuva. A empresa responsável foi a Dois Irmãos Miyazaki Construções, com investimento de aproximadamente R$ 28 mil.

Já na escola Balangá, a empresa HJN Construções Eireli construiu rampas de acesso, banheiro acessível com chuveiro, além das reformas de banheiros, acessos de escadas, bebedouros, captação de água de chuva e pintura geral. Investimento de mais de R$ 156 mil da Prefeitura. Corrimões também foram instalados na escola, conquistados por meio de verba do Governo Federal.

Até o momento, os investimentos somam quase R$ 470 mil e, de acordo com a Secretaria de Educação, mais escolas e prédios públicos receberão obras e adequações para acessibilidade nos próximos meses.

A escola Yolanda Balsevicius (Vó Landa) já está sendo ampliada, com novas salas de aulas, e logo após a conclusão dessas construções, a unidade escolar também terá novas rampas para garantir a acessibilidade.

A escola municipal Jacyra Landim Stori, a primeira da história de Capão Bonito, também terá rampa metálica de acesso às salas de aula, com o mínimo de intervenção no edifício tombado como patrimônio histórico-cultural. O projeto está em processo licitatório, para contratar a empresa responsável e iniciar as construções.

O Centro de Atendimento Multifuncional Pedagógico (CAMP) também receberá as adequações visando a acessibilidade. Em processo licitatório, o equipamento terá elevador, adaptação do estacionamento, reforma de banheiro para torná-lo acessível e adaptação para área de recreação no fundo do terreno.

Conforme explicou o secretário de Educação, Wagner Santos, o objetivo é realizar um pacote de investimentos em obras de adequações para garantir a acessibilidade em todas as escolas.

“Demos início a esse plano, de tornar as escolas e prédios públicos acessíveis com a intenção de, gradativamente, realizar as adaptações nas demais escolas municipais de Capão Bonito”, afirmou o secretário.

O prefeito Marco Citadini também destacou a importância dos ajustes em relação à acessibilidade e o avanço da Educação Inclusiva nos últimos anos.

“As adaptações são essenciais para garantir o acesso em todo o espaço das escolas e prédios públicos do município, garantindo acessibilidade e conforto às pessoas, principalmente com deficiência. Na nossa gestão investimos bastante em Educação Inclusiva, criamos um departamento específico, e essas obras vem ao encontro disso. Assegurar o direito de todos é uma das nossas prioridades”, concluiu Citadini.