A Prefeitura Municipal de Capão Bonito investiu cerca de R$ 1 milhão junto à agricultura familiar em 2018 para abastecer a merenda escolar no município. Esse investimento foi realizado, por que a administração tem como meta incentivar e fortalecer cada vez mais a agricultura capão-bonitense, principalmente os pequenos e médios produtores, fomentando a economia local e ainda oferecendo produtos frescos e de qualidade às escolas de Capão Bonito.

A lei federal nº 11.947/2009 dispõe que, do total dos recursos financeiros repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), no mínimo 30% deverá ser utilizado na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar, mas como forma de priorizar ainda mais o apoio ao desenvolvimento sustentável, a Prefeitura tem adquirido nos últimos anos, cerca de 70% dos alimentos oriundos dos produtores locais.

De acordo com a diretoria da Central Alimentícia, Valéria Mainardes, os produtos para a merenda escolar são fornecidos por produtores filiados à Associação de Produtores para o Desenvolvimento Sustentável (APDS) e à Cooperativa Mista Agropecuária Capão Bonito (COMCAB), que afirmam que o incentivo da Prefeitura é essencial para manter o trabalho dos pequenos produtores no município.

“Esse apoio da Prefeitura é fundamental, pois a agricultura familiar está passando por dificuldades, mas a merenda escolar fortalece o trabalho dos pequenos produtores. Na atual gestão há uma maior sincronização entre as instituições com a Prefeitura”, destacou o gerente da APDS, Thiago Eduardo Teixeira.

O gestor da COMCAB, Claudio José Ferreira também ressaltou o apoio da Prefeitura junto à agricultura familiar de Capão Bonito. “Alguns pequenos produtores estavam até parando de produzir devido às dificuldades, mas a merenda escolar fortaleceu novamente esse comércio. Temos que agradecer o apoio da gestão na ampliação do programa”, enalteceu.

O produtor do bairro Turvo dos Almeidas, associado à APDS, André Cesar de Lima afirmou que os alimentos são muito valorizados pela Central Alimentícia. “Agradeço a Prefeitura pela oportunidade e pela valorização. Para mim e para os demais produtores está sendo muito bom, pois o Brasil está passando por dificuldades, mas essa prioridade está nos dando um apoio importante”, frisou.

Para garantir que os alimentos entregues sejam da produção capão-bonitense e produzidos pelos produtores que realizaram as entregas, a Prefeitura realiza vistorias, atendendo solicitação da própria APDS.

Além de fortalecer a agricultura familiar local, a Prefeitura também prioriza a qualidade dos alimentos ofertados aos alunos, por isso, gradativamente estão sendo adquiridos produtos orgânicos. No contrato de 2017, 10% dos alimentos eram orgânicos, já no contrato de 2018, esse número subiu para 23%, até o momento.

Após a entrega, os produtos são inspecionados pela nutricionista Bruna Santucci, para que os alimentos oferecidos às escolas sejam de qualidade comprovada. Uma equipe de colaboradores realiza com eficiência toda a separação e entrega às unidades escolares.

O prefeito Marco Citadini ressaltou que priorizar a compra por meio da agricultura familiar capão-bonitense e a atenção com a aquisição de produtos de qualidade são essenciais para fortalecer a economia local e oferecer ótima alimentação aos alunos.

“Nossa meta é cada vez mais incluir alimentos orgânicos e que venham dos pequenos e médios produtores de Capão Bonito, pois assim vamos apoiar o setor e ainda oferecer essas refeições de qualidade a todos”, concluiu.