COMBATE DENGUE – A secretária de Saúde – Ana Fernanda, os secretários de Obras, Agropecuária e Meio Ambiente – Reinaldo Daniel Jr. e Educação – Wagner Santos e a coordenadora Claudia agente de informação, educação e comunicação da Vigilância Epidemiológica estiveram reunidos na manhã de quarta-feira, 02/10, para discutir ações preventivas em conjunto principalmente nos espaços públicos para ampliar o combate a dengue.

O objetivo foi alinhar os protocolos visando evitar que o município tenha uma epidemia, buscando a conscientização dos servidores municipais.

Segundo a secretaria Ana Fernanda, Capão Bonito passou por estado de alerta no início deste ano, com nove casos confirmados de dengue. “Com esses dados, o Comitê Municipal de Implementação e Acompanhamento Nacional de Combate a Dengue, trabalha de forma especial para evitar uma iminente epidemia da doença no município no próximo verão”, alertou a secretaria.

Os representantes do Comitê, composto por 16 setores Poder Público, como o Governo Executivo, Legislativo, Saúde, Educação e Desenvolvimento Social, Sabesp, terceiro setor e sociedade civil organizada, se reúnem mensalmente para criarem ações intersetoriais, visando a diminuição e controle dos casos das arboviroses.

A meta é colocar em prática um plano de ação nos próximos meses, em que cada setor fique responsável por criar as iniciativas, com a participação e colaboração dos demais órgãos.

“Vamos nos unir para evitar essa doença tão grave, iniciando as ações a partir do próximo mês de agosto. Trabalhando no inverno, podemos ter melhores resultados no verão e além das nossas ações, pedimos a colaboração da população contra esse mal”, destacaram os membros do Comitê.

Dados de Capão Bonito – Os dados apresentados pelo Comitê, neste ano, são de nove casos confirmados de dengue, sendo três no Centro, um no Bom Jesus do Chaves, no Jardim Alvorada, Vila Cruzeiro, Bela Vista, Vila Aparecidinha, Vila Aparecida e Vale Verde.

Entre janeiro e maio, foram encontradas larvas do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, em mais de 400 imóveis.

O Comitê alerta ainda para algumas cidades em que o número de dengue deixou o município em risco, como Itapetininga, São Miguel Arcanjo, Buri, Sorocaba, Bauru e São Paulo, e pede que a população de Capão Bonito se previna em viagens, principalmente usando repelentes e roupas como calças e camisas de mangas compridas.

Brigada – A Prefeitura Municipal de Capão Bonito, por meio do decreto nº 035/19 criou neste ano equipes de trabalho denominadas “Brigada Contra o Aedes Aegypti” a fim de conter o avanço das arboviroses, como dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela no município.

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito Marco Citadini, há a necessidade de vistorias no âmbito municipal ao menos uma vez por semana por servidores responsáveis em identificar, remover e tratar os criadouros do mosquito Aedes Aegypti para que se reduza a infestação do mosquito na cidade e consequentemente a possibilidade de transmissão das arboviroses. A brigada será composta por três servidores que atuam nos órgãos municipais, que serão designados por seus superiores hierárquicos.

As equipes ficarão competentes por vistoriar periodicamente o imóvel que se localiza o órgão público, de forma a eliminar criadouros do mosquito; identificar áreas que requerem um cuidado constante por meio de um mapa de risco da edificação como um todo; atuar de forma preventiva, indicando as providências que devem ser adotadas pelo órgão para eliminar possíveis focos de proliferação do Aedes Aegypti; divulgar para os públicos interno e externo informações educativas para prevenção das arboviroses; registrar em formulário a execução das vistorias semanais e as ações preventivas ou corretivas realizadas para fins de conferência.