RESULTADOS POSITIVOS – As ações realizadas nos setores de Educação e Assistência Social continuam fazendo de Capão Bonito uma referência regional.

Na tarde de quarta-feira, 09/10, a equipe de reportagem da TV Tem de Itapetinga esteve realizando uma reportagem especial sobre o Programa Escola Afetiva, executado através da parceria entre as Secretarias de Educação e Desenvolvimento Social na escola Profa. Maria da Conceição Lucas Mieldazis.

O programa que começou em maio vem desenvolvendo ações importantes com grupos de alunos encaminhados a escola, com visitas domiciliares para estes mesmos alunos, grupos que participam voluntariamente, grupo de mães de alunos no CRAS, participação nos HTPC´s além de atendimentos particularizados.

Os resultados tem sido muito positivos, reduzindo expressivamente os conflitos na escola e se refletindo na sala de aula com melhora nas notas dos alunos.

De acordo com o psicólogo Marcelo Alves Arruda e assistente social Camila Camargo Pereira, foram realizados encontros frequentes onde foram trabalhadas temáticas relacionadas a boa convivência, respeito, amizade, família, valores, amizade, limites, expectativa de futuro dentre outras pertinentes.

“Já nos grupos com as mães foram realizados dois encontros, com a participação do Conselho Tutelar, porém, infelizmente com baixa presença das mães, apesar do convite ter sido realizado com bastante antecipação. Nestes encontros, além de apresentarmos o projeto e nos colocarmos a disposição, destacamos a importância da participação das famílias na vida escolar de seus filhos, de como é fundamental manterem um bom relacionamento pessoal com eles. Também realizamos dinâmicas com o objetivo de refletir sobre o papel da família, limites e afetividade”, destacaram Marcelo Arruda e Camila Camargo.

O programa também proporcionou um grupo em que os alunos participassem espontaneamente abordando temáticas similares as trabalhadas com os outros alunos mas sem o foco na questão da indisciplina.

“Nos HTPC´s destacamos com os professores, diretora e coordenadora alguns conceitos que julgamos pertinentes como a importância de uma postura profissional e menos pessoal com os alunos que apresentam grave indisciplina. Realizamos dinâmicas e diversas reflexões abordando afetividade, autoconhecimento, relacionamentos, etc. Foi destinado espaço para que estes professores pudessem se expressar tanto em aspectos pessoais quanto profissionais criando assim um espaço de escuta qualificada promovendo assim reflexões e alivio de tensões”, explicaram psicólogo e assistente social.

No acompanhamento familiar, os técnicos responsáveis pela execução do programa constataram uma significativa melhora em casos particularizados.

“Houve mães que nos relataram uma melhora importante no comportamento dos filhos e sua relação com os demais familiares e atribuíram esse progresso a ação direta do projeto. Os resultados mais significativos ficam por conta dos casos particularizados. Dos seis adolescentes que nos procuram com as queixas apontadas, todos tiveram clara evolução do quadro, diminuindo os sintomas apresentados, trais como depressão e automutilação”, concluíram Marcelo e Camila.

Intensificar – O planejamento foi intensificado neste segundo semestre envolvendo diretamente os professores, funcionários e direção, visando capacitação, reflexão da prática pedagógica e espaço para trabalhar diminuição da ansiedade e do estresse.

O secretário de Educação Wagner Santos esteve acompanhando a reportagem e destacou que o objetivo do prefeito Marco Citadini é ampliar o programa em 2020.

“A parceria entre secretarias foi muito importante na execução do programa que destaca a todo momento uma escola realmente afetiva e amiga do aluno e da família”, afirmou o secretário.